O ciclo gravídico-puerperal encerra-se com o pós-parto – etapa que se inicia após o parto e vai até o terceiro mês da vida do bebê mas, que na elaboração do Grupo Pós-parto, o consideramos até o décimo segundo mês.
É um período, como a gestação, em que a mulher passa por muitas mudanças fisiológicas e emocionais, sendo que agora, como mãe, ela precisa desvendar não somente as suas necessidades, mas também as necessidades do bebê, que, por sinal, não vem com “manual de instruções”.

Pensando em uma “mulher-mãe”, que, por conta do bebê tão pequeno, acaba tendo suas relações sociais alteradas, elaboramos um espaço educativo-terapêutico para trocas de informação e experiências e para a elaboração das angústias e ansiedades inerentes a esta fase e as fases subsequêntes, orientando para a educação e criação dos filhos de maneira emocionalmente saudável.

O Grupo Pós-parto / Mãe-bebê  é um espaço onde a “mulher-mâe” possa se encontrar como “mulher”, como “mãe” e, também, elaborar o seu próprio “manual de instruções do bebê”.

Objetivos:

• Acolher e discutir questões fisiológicas e emocionais relacionadas ao pós-parto.
• Fornecer conhecimento sobre o desenvolvimento e cuidados com o bebê dos 0 aos 24 meses.
• Auxiliar a mãe a lidar adequadamente com as angústias e culpas deste período, o
excesso de trabalho e o cansaço.
• Orientar a mãe para a formação de uma rede de apoio.
• Abordar aspectos sócio-econômico-culturais relativos a volta ao trabalho e a retomada da intimidade do casal e outros temas.
• Refletir sobre o papel dessa nova mulher (mãe), sem perder de vista a mulher que era.
• Orientação para a criação dos filhos de maneira emocionalmente saudável.

Público-alvo: Mães e bebês de 0 a 24 meses.

Metodologia:

• Dinâmica de Grupo / Psicodrama / Psicologia Cognitivo Comportamental;
• Aula expositiva;
• Temas para discussão;
• Filmes para discussão;
• Técnicas de Relaxamento.

Em geral, os temas abordados nas discussões de grupo são:

• Depressão pós-parto;
• Cansaço dos primeiros meses;
• Cuidados com o bebê;
• Retomada da atividade sexual;
• Amamentação;
• Introdução de alimentos;
• Desenvolvimento infantil (0 a 24 meses);
• Orientação para a educação e criação de filhos de maneira emocionalmente saudável
(baseada em psicologia positiva);
• Rede de apoio;
• Escolha de creche/babá;
• Retorno ao trabalho.

Escreva um comentário:

*

Your email address will not be published.

Copyright 2015 © Pharos
Topo
Siga-nos: